Dalton Rothen

Menu Principal

Facebook

Encontro de Casais com Cristo

O QUE É O ECC?

O Encontro de Casais com Cristo – ECC – é um serviço da Igreja, em favor da evangelização das famílias. Procura construir o Reino de Deus, aqui e agora, a partir da família, da comunidade paroquial, mostrando pistas para que os casais se reencontrem com eles mesmos, com os filhos, com a comunidade e, principalmente, com Cristo. Para isto, busca compreender o que é "ser Igreja hoje" e de seu compromisso com a dignidade da pessoa humana e com a Justiça Social.

A evangelização do matrimônio e da família é missão de toda a Igreja, em que todos os fiéis devem cooperar segundo as próprias condições e vocação. Deve partir do conceito exato de matrimônio e de família, à Luz da Revelação, segundo o Magistério da Igreja (Orientações pastorais sobre o matrimônio – CNBB Doc. Nº 12) (DN-pág. 13)

COMO NASCEU?

Nasceu da inquietude de um sacerdote (Pe. Alfonso Pastore) que dedicou sua vida sacerdotal à Pastoral Familiar, à Pastoral da Saúde e à Pastoral Carcerária.

Teve início em 1970, na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, na Vila Pompéia, em São Paulo-SP. Como disse textualmente o seu fundador: "Começou porque Deus quis, e a presença e atividade do ECC no Brasil são a prova da ação de Deus na humanidade"

O ECC HOJE

O ECC atualmente é uma realidade no Brasil inteiro, de norte a sul, de leste a oeste, estando presente e atuando em 223 (Arqui)Dioceses. Está estruturado nos 16 Regionais (divisão geográfica da CNBB).

O ECC contribui de forma efetiva para que as famílias se constituam como
“Igrejas Domésticas”,
“Formadoras de Pessoas”,
“Educadoras na Fé” e
“Promotoras do Desenvolvimento”,
tendo seu lugar insubstituível no anúncio e vivência do Evangelho,
pois o “FUTURO DA HUMANIDADE PASSA PELA FAMÍLIA”.

OBJETIVOS PASTORAIS DO ECC

O Encontro de Casais com Cristo – ECC - é um SERVIÇO da Igreja para evangelizar a família, primeiro núcleo de inculturação e da evangelização, “Igreja Doméstica” e “santuário da vida”, e para despertar os casais para as pastorais paroquiais, devidamente integrados na Pastoral de Conjunto da (Arqui)Diocese.

DESENVOLVIMENTO

O ECC foi idealizado pelo Pe. Alfonso Pastore para ser desenvolvido em três etapas distintas, indispensáveis, inter-relacionadas entre si, cada uma com características e finalidades próprias. Uma etapa prepara a outra e deve ser observada a partir de um crescimento de seus integrantes e de sua comunidade.

• 1ª ETAPA

É o momento evangelizador e missionário, é o despertar, é o chamamento aos casais afastados da Igreja. Esta etapa visa, principalmente: despertar os casais para que vivam seu casamento de uma maneira cristã, a partir dos valores humanos e cristãos do casamento, das graças do Sacramento do Matrimônio e da Espiritualidade Conjugal, Familiar e Apostólica; inspirar um maior relacionamento entre os cônjuges e demais membros da família; levar os casais da paróquia a atuar nos seus diversos setores, abrindo-lhes possibilidades de doação e, por meio do Pós-Encontro, dar-lhes motivação para se engajarem; criar a convivência fraterna nas paróquias como o grande apelo, a grande missão do ECC.

• 2ª ETAPA

Esta etapa pretende levar o casal a refletir sobre o verdadeiro sentido da fé batismal, para que ele viva plenamente a mensagem de Jesus Cristo; visa ainda a dar conhecimento aos casais dos Documentos da Igreja e das Diretrizes da Ação Evangelizadora, mostrando, finalmente, o que é “ser Igreja no mundo de hoje”.

• 3ª ETAPA

Esta etapa vai propor aos casais uma reflexão profunda, séria e adulta do homem que vive numa sociedade cheia de injustiças, de opressão, de miséria, de egoísmo, de dominação e de marginalização; leva os casais a refletirem sobre a dignidade da pessoa humana, criada à imagem e semelhança de Deus, e seu relacionamento com os outros homens, bem como as injustiças sociais que o impedem de ser “pessoa” e viver como cristão; preparar os filhos para a realidade do dia-a-dia, para o “ser” e não para o “ter”.

ESPÍRITO DO ECC

O ECC é um serviço-escola. Não é um movimento. Não visa prender a si os casais, nem os casais devem querer ficar presos ao ECC. Apresenta-se como um “SERVIÇO DA IGREJA ÀS FAMÍLIAS DA PARÓQUIA”. É essencialmente paroquial. Esta é a característica fundamental. Pe. Alfonso Pastore chega a dizer que “quem lhe retirar essa característica (paroquialidade) arranca-lhe a alma”. O ECC é feito de casais para casais. É ainda um serviço que procura apresentar aos casais uma visão da Igreja, por meio de seus Documentos e Encíclicas, e de sua Doutrina Social.

Espiritualidade - É a tônica do ECC e se fundamenta em 5 pontos básicos:
a) DOAÇÃO – essência da vida cristã;
b) POBREZA – atitude evangélica fundamental para se colher o Reino de Deus;
c) SIMPLICIDADE – atitude que se traduz num estilo simples, espontâneo e autêntico no relacionamento com os outros.
d) ALEGRIA – nasce da certeza da vitória do bem e é experimentada no encontro, na partilha, na doação, na comunhão com o outro.
e) ORAÇÃO – é uma relação pessoal do homem com Deus em Jesus Cristo.
Juntam-se as estes valores a FRATERNIDADE, a GRATUIDADE e a MISSIONARIEDADE.

Saiba mais sobre o fundador do ECC no Brasil:

O fundador do Encontro de Casais com Cristo – ECC – no Brasil foi o padre Alfonso Pastore. Nascido em Soledade, pequeno município ao norte do Rio Grande do Sul, em 8 de novembro de 1932, era o quinto filho de uma família de sete irmãos. Seus pais, José Pastore e Maria Ranzolim Pastore, eram agricultores e muito religiosos.

Ainda criança, sua família mudou-se para Iomerê, SC. Encorajada pelos pais, a única filha do casal decidiu ser freira. Com a irmã no Juvenato, aos 14 anos, Alfonso foi para o Seminário Camiliano de Iomerê, também com o apoio dos pais.

Dois anos depois, foi cursar o ginásio em São Paulo, na Vila Pompéia. O noviciado foi feito em Jaçanã, distrito de São Paulo. Foi então que conheceu um padre francês, com quem aprendeu o valor da preparação religiosa de namorados e noivos. Conviveu também com o casal Moncau e Nancy, das Equipes de Nossa Senhora, e com o casal Solero e Lia, animadores do Movimento Familiar Cristão (MFC) em toda São Paulo.

Depois de um ano em Jaçanã, ingressou no curso de Filosofia e, três anos depois, no curso de Teologia, em São Paulo. No 4º ano de teologia, foi ordenado Padre, no dia 29 de junho de 1958. De volta ao sul do país, no Paraná, Padre Alfonso dedicou-se à Pastoral Familiar e acompanhou o surgimento da Pastoral da Criança, na Diocese de Londrina.

Em abril de 1970, voltou a São Paulo, para a paróquia de Nossa Senhora do Rosário, em Vila Pompéia, onde se dedicou a organizar os grupos do Movimento Familiar Cristão (MFC) e as Equipes de Nossa Senhora. A partir deste trabalho, sentiu a necessidade de desenvolver um trabalho mais forte com as famílias. Levou a idéia do ECC ao Frei Lucas Moreira Neves, então Cardeal, Prefeito da Sagrada Congregação dos Bispos, o terceiro homem na hierarquia da Igreja e Assistente Estadual do MFC. Frei Lucas pediu-lhe que levasse tal idéia ao Frei Gorgulho, assessor bíblico de Dom Arns, na época, Arcebispo de São Paulo. A resposta de Frei Gorgulho chegou 20 dias depois: "Deus abençoe a proposta".

E assim, no mês de abril de 1970 foi realizado o 1º Encontro de Casais com Cristo, na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, na Vila Pompéia, com a presença de 20 casais. De São Paulo, o ECC foi para o Rio de Janeiro, expandindo-se para todo o país.

Padre Alfonso foi também provincial da Ordem Camiliana no Brasil. Em São Paulo, atuou na formação de seminaristas e foi capelão de hospitais. Depois iniciou seu trabalho como padre diocesano. Atuou em Vitória-ES, Paracatu-MG, Arinos-MG, dentre outras comunidades. Trabalhou com menores de rua, mães solteiras, atendia leprosários, manicômios, sanatórios psiquiátricos e presos. Além disso, publicou 16 livros, dos quais se destacam “Eu também não acreditava no amor e no poder de Jesus”, “Acolhimento”, “O Iníquio Sistema Carcerário” e “Missa de Cura e Testemunho”.

Por onde passou, Padre Alfonso deixou saudade do seu costumeiro "Viva", marcado de fé, dedicação, esperança e amor. Morreu em 2000, em Vitória, ES, aos 67 anos, às vésperas do ECC completar 30 anos, em 17 de março de 2000, devido a um câncer generalizado.

Biografia baseada no livro de Pe. Alfonso Pastore, “Construir a Fraternidade: o grande desafio. Onde está a fraqueza da Igreja”, e no texto de Éber e Vânia (Secretaria Nacional do Encontro de Casais com Cristo do ano 2000).

Frases de Padre Alfonso Pastore sobre o ECC:

• “O ECC em sua primeira etapa tem a missão de procurar os casais abandonados, amá-los, posicioná-los, dar-lhes uma visão de sua razão de ser como célula vital da humanidade, abrir-lhes um caminho de comunhão fraterna na comunidade paroquial e possibilitar-lhes a corresponsabilidade no serviço e nas estruturas de trabalho.”

• “O Espírito do ECC é a simplicidade, a doação, a oração, a pobreza, a humildade. Este é o caminho de Cristo, de São Francisco. Este é o caminho que liberta o coração e possibilita a fraternidade, que é o sinal do Reino do Pai.”

• “O ECC é paroquial. Esta é a sua característica vital. Quem tira esta característica, arranca-lhe a alma.”

• “A missão do ECC é atingir todos os casais residentes dentro dos limites paroquiais. Intelectuais, analfabetos, carentes, proprietários, pobres e ricos. Todos juntos, participando do mesmo Encontro. Esta é a missão do ECC; esta é a sua característica; este é o sinal de que é Igreja.”

• “O grande apelo, a grande dimensão do ECC é criar a convivência fraterna nas paróquias. Esta deve ser a tônica da luta em todos os anos.”

• “A Espiritualidade é a tônica do Encontro de Casais com Cristo. O ECC busca dar sua contribuição para que as famílias vivam melhor seu casamento, auxiliando-as no relacionamento marido e mulher e no relacionamento com seus filhos.”

• “O casal participa do ECC não apenas para servir nos outros encontros, mas para viver uma vida familiar cristã, assumir tarefas na Comunidade, integrando-se totalmente na Pastoral Paroquial, principalmente na Pastoral Familiar da Paróquia, e ser um instrumento de Deus na Sociedade.”

• “O ECC é um serviço à família, feito por casais para casais.”

• “Lembremos que o ECC é um serviço à pastoral paroquial e como tal deve estar inserido na vida da paróquia e assumir a problemática da paróquia.”

• O ECC é realizado em nível paroquial e tem orientação Nacional, Regional e Arquidiocesana.”

• “O ECC, com sua participação, está contribuindo para que as famílias se tranformem em ‘Igrejas Domésticas’, em formadoras de pessoas, educadoras na fé e promotoras do desenvolvimento, tendo um lugar insubstituível no anúncio e vivência do Evangelho, construindo o Reino de Deus, aqui e agora.”

http://www.ecc.conselhonacional.com.br/

 

A Felicidade no Trabalho

A Felicidade no Trabalho

"A mais bonita sorte, a mais maravilhosa fortuna que pode ocorrer para qualquer ser humano, é ser pago para fazer aquilo que ele apaixonadamente ama fazer." - Abraham Maslow.
Leia mais...

Áreas da Vida

Áreas da Vida

O nível global de satisfação com a vida de um indivíduo consiste da soma das satisfações que ele tem nas áreas da vida que considera importantes para si.
Leia mais...

Aconteceu

Novidades!

Confira
- Eventos,
- Entrevistas,
- Palestra,
- Novidades
Leia mais...

Livro Para Uma Vida Melhor

A busca da felicidade mobiliza permanentemente o ser humano. Muitos a procuram, porém poucos a encontram.
Afinal, é possível ser feliz?

Copyright 2014 Seminários Para uma Vida Melhor. Todos os direitos reservados.